Translate

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Trágica repetição

Mais uma vez! Outro terramoto abalou o Chile.
Perante estes factos sentimo-nos completamente impotentes, a natureza manifestamente impõe-se.
Não sou supersticiosa. Bem! Talvez seja um pouco, não gosto é de admitir. Acredito que nada acontece por acaso, acredito na "lei do retorno", no "verso da medalha". É melhor parar, senão o assunto daria "pano para mangas".
Dizia que não sou supersticiosa, tento não deixar-me influenciar por desígnios, mas há em mim um lado irracional, uma intuição, que não permite que seja completamente céptica perante estes factos. Isto é a minha luta diária, procurar o equilíbrio entre a Razão e o Coração, ando sempre dividida entre os dois.
Vou deixar falar o Coração, sendo portanto obrigada a mencionar determinadas profecias, começando pela Bíblia; O Livro do Apocalipse (os sete selos, os sete anjos e as sete trombetas);
As profecias de Nostrodamus, de Bandarra e indo mais longe; o calendário Maia, cujo povo previa o fim do mundo para o ano de 2012. Será?
Com tudo o que está a acontecer já tenho dúvidas se uma mudança não tenha que ocorrer, são demasiadas coincidências para serem levadas de animo leve ou ignoradas.
Os fenómenos "apocalípticos" não são apenas naturais, são percursores de um cortejo de fenómenos sociais que foram profetizados.
A realidade está aí, brutal! Acreditando ou não, somos obrigados a ver, a ponderar e a interpretar o porquê destes acontecimentos, cada um à sua maneira, segundo as suas crenças poderá ser um fim ou um recomeço?

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Tragédia na Madeira


Mais um fenómeno natural a espalhar dor, sofrimento e destruição. Desta vez na Madeira, na nossa "pérola do Atlântico" a tragédia chegou pela força da água, que tudo levou na sua fúria.
Tentamos por diversos meios "domesticar" a natureza, mas perante este cenário "dantesco" temos de admitir que ainda a não dominamos como pretendemos, ou melhor, não a respeitamos devidamente de forma a que estas manifestações não nos afectassem de forma tão violenta, mesma trágica.

Assim como foi para o povo haitiano, também para os madeirenses a natureza não se compadeceu. Vamos ser solidários, ajudar cada um à sua maneira. Por muito pouco que seja, o pouco junta-se a outro pouco, acabando por fazer muito. Vamos ajudar os nossos irmãos, ainda que hajam dores que nenhum bem material poderá anular ou aliviar, há outras carências que com a nossa ajuda podem ser sanadas, ou minimizadas.

"A experiência da desgraça ensinou-me a socorrer os desgraçados."
Oscar Wilde



terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

"Jangada de Pedra" a caminho do Haiti


Comprei uma "jangada" para juntar a milhares de "jangadas", que navegarão num oceano de solidariedade, rumo ao Haiti, para que carregadas de esperança possam transformarem-se em comida, habitações, escolas, hospitais, etc.
Que a palavra solidariedade não seja vã, ofereçam também as vossas "jangadas", sejam elas quais forem, afim de auxiliar o povo do Haiti a sair do "inferno" que a natureza e a negligência humana lhe proporcionou.

"Fazei aos outros o que quereis que vos façam a vós"
Jesus Cristo

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Invictus

Sou uma fã acérrima de cinema. Não me contento com o cinema caseiro, aquele vídeo que se vai buscar ao clube, leva-se para casa, sentamos-nos muito confortavelmente no sofá e deliciamos-nos com o filme escolhido, para mim é muito limitado, embora por vezes seja agradável. Gosto do movimento que se gera no átrio dos cinemas, de ouvir os comentários de quem vai entrar e os de quem vêm a sair e principalmente gosto da sala onde o filme é projectado. Tentando analisar esse gosto não chego a nenhuma conclusão, gosto simplesmente porque gosto.

Isto para dizer que o último filme que vi foi o "Invictus". É um filme admirável, Morgan Freeman faz uma interpretação extraordinária de Nelson Mandela, conseguindo demonstrar a sua sensibilidade, integridade e força moral, por momentos quase nos esquecemos que é um actor a dar vida à personagem.

Também o actor Matt Damon, no papel de François Piennar (capitão da selecção sul-africana de râguebi), é magnifico.

Uma das caracteristicas da personalidade de Nelson Mandela é a sua enorme capacidade de perdoar e também a coragem para criar e unir um país (do arco-irís).

Aconselho (não inventem desculpas para não o fazer) a ver este filme, aprendam uma lição de humanismo.

"Invictus" = Invencível