Translate

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Evasão

                                 Tenho um espírito vagabundo
                                 num corpo acorrentado
                                 um quer correr o mundo
                                 o outro fica atormentado.

                               Alargo o olhar pela janela
                               com desejos de partir
                               ver uma barca ir nela
                               novos mundos descobrir.

                              O desejo de partir
                              não o posso alcançar
                              sem liberdade de pedir
                              criei raízes num lar.

Jogo


Deixa as palavras onde estão
imóveis desarmadas
não lhes agites os demónios
que nelas dormem
ávidos de despertar.

Não fales do que és
nem descrevas coisa alguma
preserva em ti e nos outros
o que é intocável.

Não deixes que as palavras desfigurem
que as palavras mutilem
que as palavras viciem
que as palavras mintam
que as palavras sejam peças
de um jogo, cujo desfecho
seja xeque-mate.












.


domingo, 15 de fevereiro de 2009

O Criador

Aproxima-te de mim, aproxima-te de mim.
Faz o que sabes, faz o que tens a fazer, faz o que for preciso.
Reza um terço. Beija uma pedra. Curva-te para o Oriente. Entoa um cântico. Balança um pêndulo. Testa um músculo. Escreve um livro.
Faz o que for preciso, cada um de vós entende-Me, criou-Me à sua própria maneira.
Para alguns sou homem, para alguns sou mulher, para alguns sou ambos, para alguns não sou uma coisa nem outra. Para alguns sou energia pura, para alguns sou o sentimento supremo a que chamam amor.
E alguns de vocês não fazem ideia de quem Eu Sou, sabem simplesmente que Eu Sou.
E assim é. Eu Sou. Sou o vento que roça nos cabelos, Sou o sol que vos aquece o corpo,
Sou a chuva que vos dança no rosto. Sou o aroma das flores no ar e sou as flores que exalam a sua fragrância. Sou o ar que a transporta.
Sou o princípio do vosso primeiro pensamento. Sou o fim do último. Sou a ideia que iluminou o vosso momento mais brilhante. Sou a glória da sua realização. Sou o sentimento que alimentou a coisa mais amorosa que jamais fizeram. Sou a parte de vós que anseia por esse sentimento repetidamente.

Desconheço o autor do texto, mas quis partilhá-lo porque o acho maravilhoso.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

"Queimada viva" Souad





Este livro, documento misto de autobiografia e biografia, narra acontecimentos verídicos e brutais, vividos por uma mulher, num país onde ser mulher já é fatídico. Na Cisjordânia, seu país natal, esta mulher teve a ousadia de manter relações sexuais, que por si já é crime sendo solteira, mas engravidando deu o direito à família e à comunidade de a condenar à morte. Foi regada com gasolina, e incendiada, sobreviveu, porque outra mulher, pelo seu amor incondicional, pela sua entrega total a uma causa (Defesa dos Direitos Humanos), a resgatou, permitindo que este livro fosse publicado e chegassem ao nosso conhecimento as tradições ultrajantes que provocam tanto sofrimento e morte a milhares de mulheres.


"um livro pungente, uma viagem aos limites do terror" France Dimanche