Translate

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Obras de Miguel Sousa Tavares



Acabei de ler outro admirável livro da autoria de um dos melhores escritores em língua portuguesa da actualidade. O livro "Rio das Flores" é sem dúvida outra obra que merece ser apreciada por todos aqueles que gostam deste género de literatura, ao longo das suas paginas as emoções são quase palpáveis. Na fascinante história que Miguel S. Tavares nos vai contando desenrolam-se vivências apaixonantes de amores e desamores da família Flores. Tal como "Equador" também "Rio das Flores" em que a política, o amor, em todas as suas manifestações, e a paixão, são os elementos fundamentais para nos rendermos à sua leitura.


De Miguel S. Tavares li também "Sul", diferente, pois foi escrito com a finalidade de descrever as suas viagens pelo mundo e todos os acontecimentos a elas ligados, as histórias que vai contado, as descrições do espaço geográfico onde elas decorreram, permitem, para quem como eu tem um espírito nómada, viajar através destas páginas fascinantes.


"TENHO MEDO QUE A LIBERDADE SE TORNE UM VÍCIO" in Rio das Flores

Única


Não me estendas a mão
como quem a devolve
o que dado não foi.

Quando a deres
a mão já não será tua
mesmo antes de ser dada.

É assim que aceito
entrares em mim
sem de ti saires.
É assim que sabemos
tu e eu
sendo um
sem deixar-mos de ser dois.

domingo, 28 de dezembro de 2008

Feitiço

Procuro-te nas sombrias tardes d'Inverno, no maravilhoso renascer da Primavera, na manifestação sem pudor à vida. Procuro-te no calor do Verão, no raio de sol que me beija a pele, no mar onde me perdi entre algas e o desejo de ti.
Procuro-te num melancólico entardecer d'Outono, no esplendor d'um pôr-do-sol, num areal ao luar, na Via-Láctea, na Estrela-Polar.
Procuro-te no silêncio dos claustros, solitária entre gente, nas páginas de um romance, na melodia de uma música, na letra de um poema, na sedução de um perfume.
Procuro-te nas longas noites d'insónia, quando a noite se faz dia, nas imensas noites de solidão, no vazio feito saudade que deixaste em mim.
Procuro-te no riso e na lágrima dos momentos mágicos das recordações.
Assim se foi fazendo tempo, tempo de memórias, que envoltas em bruma são caminhos para o reino da imaginação, do sonho, magia e ilusão para te encontrar em mim.

domingo, 21 de dezembro de 2008

Eternidade



Perdi a tua voz!
Suspensa no silêncio em nós.
Talvez no tumulto da multidão?
Vozes ao vento nos desertos da vida.
Dunas infinitas retêm a mensagem.
Apenas o eco distante, a sombra disforme,
se estendem como miragem do oásis perdido.
Onde extenuada a alma sucumbiu.
Encontrar-nos-emos no Nirvana.

Perdição

Nada aconteceu!
e do nada fiz tudo.
Plantei sonhos, colhi estrelas.
Fiz amor, imolei-me na paixão.
Iludi-me e perdi-me
num emaranhado de nadas
que tudo continham.
Apenas um olhar
e por magia do nada fiz tudo.

"As mais lindas palavras de amor
são ditas no silêncio de um olhar." Leonardo da Vinci

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

"Equador" de Miguel Sousa Tavares


"Equador" reúne nas suas páginas um misto de aventura, romance e História. Ao iniciar a leitura deste livro não tive a percepção do quanto me iria envolver na magia deste romance e na genial escrita de Miguel Sousa Tavares. Se leu o livro e tal como eu adorou, não perca a série que passará brevemente na TVI, e volte a reviver, se o guião corresponder ao livro, toda a carga emocional, sensual e dramática, se não o leu veja, faça por isso, irá valer o tempo perdido.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

"Sinto muito"



Um livro que nos conduz a um emaranhado de sentimentos, sinto muito é uma frase que habitualmente serve para expressar sentimentos de culpa, pesar e perda. O autor, Nuno Lobo Antunes expressa nesta obra de forma admirável essas emoções. Através das "histórias" que nos narra, todas elas nos deixam profundamente envolvidos, seja pelos sentimentos que o assaltam perante aqueles que confiam nele, seja pela culpa, pelo pesar, seja pela esperança, alegria e vitórias, numa guerra que pode ser de qualquer um de nós. Um livro altamente recomendado.

Começo assim este blog, escrevo em português e adoro literatura, o nome para ele talvez não seja muito apelativo, mas no momento foi o que surgiu. Também para justificar o nome comecei por comentar o último livro que li, deste modo ficaram a saber que ao longo dele é o que farei, falar de livros, mas também de outras coisas mais. Sigam-me.