Translate

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Beleza! A quanto obrigas.

Quando nós, mulheres, nos encontramos para "por a conversa em dia", entre vários temas um é recorrente; a beleza feminina e a publicidade que disso se alimenta.

Cada vez mais a mulher se escraviza por um conceito bastante relativo, que criou um, e continua a manter-se, padrão de beleza, que quem não corresponder a esse ideal se sente infeliz, frustrada e até deprimida.

Entre nós fazemos comentários que oscilam entre os sarcásticos e anedóticos, até aos mais sérios e respeitáveis, por exemplo, quando nos referimos à Lili Caneças, entre outras, que está quase plastificada de tanto se submeter a cirurgias plásticas, que demonstram a total falta de bom senso e o medo absurdo que a senhora tem de envelhecer, os mais sérios, quando comentamos a cirurgia plástica como recurso para casos dramáticos provocados por acidente ou malformações.

Nenhuma de nós é contra os tratamentos e técnicas que atualmente dispomos para melhorar a aparência física, sem cair em extremismos que vemos diariamente, (quem vê) nos meios de comunicação social, principalmente as chamadas revistas cor-de-rosa.

Há uma ou outra que diz se tivesse meios económicos, faria uns retoques, daqueles bem subtis, para disfarçar ou até eliminar umas ruginhas, outra poria as maminhas no lugar, e outras fariam tratamentos que passam pelos faciais e corporais: massagens com pedras quentes, chocolate, algas, sal do mar Morto, aromoterapia, reflexologia, shiatsu, etc, que eu pessoalmente não desdenharia, bem preciso desses mimos.

Envelhecer tornou-se "demodé", mas que infelizmente continua a acontecer, é um processo inevitável, toca a todos  caso não morram jovens. O envelhecimento apavora as mulheres, e também os homens, estes são mais discretos, elas sentem que deixam de ser desejáveis, de perder o poder de seduzir, de serem excluídas dos jogos de atração, como se fossem esse os elementos vitais para amar e ser amada, isto a somar ao grande desejo da humanidade, ser imortal, criou-se uma industria cada vez mais rentável, e ainda mantém muitos psicólogos em atividade.

Já agora, uma curiosidade: Ficamos a saber através de estudos científicos publicados nos Archives of Sexual Behavioux, que os homens perdem algumas faculdades mentais quando conversam com mulheres, e perdem-nas completamente se as mulheres são lindas, elegantes,  e "boazonas".

Dai concluirmos que o que leva a mulher a sofrer para ser bela é a vitória que alcança quando domina o homem, o seu lado mental é claro, que o lado animal esse fica de antemão completamente dominado só de ver, a sua mente começa a interpretar todos os sinais como aliciamento ao sexo, o que provoca perda das faculdades mentais. 





domingo, 15 de julho de 2012

Para ti

Que o caminho seja brando a teus pés,

o vento sopre leve em teus ombros.

Que o sol brilhe cálido na tua face.

As chuvas caiam serenas em teus campos.

E até que de novo te veja, 

que os Senhores te guardem nas palmas de sua mãos.



Oração Druida

domingo, 1 de julho de 2012

"Calhandrice"


 "Pexitos" à janela
"calhandrando"



"calhandrando"- do verbo "calhandrar"- substantivo "calhandrice".
É uma das atividades preferidas dos "pexitos", pois neste contexto significa observar os outros e falar acerca deles, sem que estes se apercebam.

 Tem origem na manifestação sonora de uma ave conhecida por calhandra, no Brasil por uma espécie de sábiá.





"Pexito"- nome como é vulgarmente conhecido um natural de Sesimbra.